Controlar os gastos de qualquer ambiente não é tarefa fácil. Separá-los e classificá-los de acordo com conceitos específicos é possível apenas para quem entende do assunto.

Não fazer isso pode trazer consequências na viabilidade de qualquer negócio. No ambiente empresarial é preciso definir e separar os custos e despesas, gastos diretos e indiretos, dar o tratamento apropriado para as contas fixas e variáveis, chegar ao ponto de equilíbrio e fechar o mês, de preferência, com resultado positivo.

Em tempos atuais, no qual é o mercado que determina o preço de vendas dos produtos e serviços, planejar, controlar e analisar os gastos incorridos é a única alternativa que as empresas têm para se manterem competitivas no mercado.

Os desafios e objetivos dos Gestores Financeiros são:

  • Entender que uma empresa só é viável se der lucro. Para isso é necessário administrar os recursos e manter os custos e as despesas no menor nível possível;
  • Desenvolver um olhar crítico no uso de recursos para que o consumo seja o mais eficiente e econômico possível;
  • Estudar e comparar os sistemas de custeio e identificar o que melhor se enquadra para cada situação na empresa;
  • Entender o conceito da margem de contribuição: como ela pode te ajudar na gestão do negócio e na tomada de decisões;
  • Analisar e compreender as variações de Custo, Volume e Lucro e seus impactos na viabilidade do negócio;
  • Compreender por que as organizações fazem orçamento e os processos que elas utilizam para elaborá-los. Evidenciar a necessidade do acompanhamento orçamentário;
  • Entender o nível mínimo de vendas, calcular o ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro e aprender como deve ser a definição do ritmo operacional.

Procure se especializar com Cursos de Gestão de Custos e Despesas. Colaboradores que atuam na gestão ou na operação de empresas, comprometidos com o resultado, e necessitam participar ativamente das decisões que contribuem para maximizar o lucro. Profissionais que necessitam de uma visão mais integrada da operação, para enxergar possíveis gargalos e pontos de melhoria nos processos e práticas.

Prof. Me. Giovanni Colacicco