Porque deixar tudo para ultima hora? Um fenômeno cultural e comportamental da população brasileira vem sendo observado aqui na Econexão.

O fenômeno de: Deixar tudo para a última hora.

Nesses dois últimos anos (2018 e 21019), o exame de suficiência do CFC/CRCs vem sofrendo alterações em relação à sua banca examinadora. Com isso, processos licitatórios são necessários, e a demora na contratação da nova banca faz com que as provas sejam oferecidas com atrasos de 2 à 3 meses, em comparação à normalidade apresentada nos anos de 2017 para trás. Na qual as provas eram oferecidas no fim de março começo de abril.

Esse fato, para os alunos que prestarão o exame, poderia ser encarado como algo positivo. Afinal, teriam mais 60 à 90 dias para se prepararem. Parece óbvio esse benefício, mas não é isso que está ocorrendo.

Conversando com o departamento de atendimento ao cliente da eConexão, nos deparamos com um comportamento recorrente. Muitos alunos não fazem a matricula no curso preparatório, com a simples desculpa de ainda não saberem a data da prova.

Eles preferem adiar o inicio das aulas ao invés de já começarem os estudos. Não conseguem perceber que com mais tempo para estudar, ficará mais fácil. Temos mais de 300 interessados no curso esperando sair o edital com a data. Apenas 35 alunos toparam começar o curso em Fev, mesmo sem a data, e já irem se preparando.

Vale ressaltar que com a alteração das bancas examinadoras, as provas sofrem variações no estilo das questões. Porém, as teorias e conceitos permanecem os mesmos, logo não importando quem será o examinador e tão pouco que dia será aplicado o exame, para sim começar os estudos.

É importante dizer ainda que se preparar para o exame de suficiente exige treino, e isso significa tempo de dedicação. Recomendamos aos nossos alunos que façam de 2 à 3 simulados durante essa fase. Além de treinar as questões técnicas, o objetivo principal dos simulados também é treinar a gestão do tempo, o nervosismo e o lidar com a pressão.

Pare de adiar suas coisas, não deixe tudo para a última hora. Tenha mais tempo para se preparar e terá resultados melhores.

Prof. Me. Giovanni Colacicco