NÚMEROS CRUZADOS.
TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES

Os números estão sempre aí para serem analisados e deles podemos tirar conclusões.

Esse é o meu trabalho. Esse é o trabalho da Controladoria.
Obter números, cruzar informações, analisar, e ajudar as pessoas a tomarem decisões.

Resolvi fazer esta busca por números e análises referente a situação que estamos enfrentado com o Corona Vírus.

Talvez ajude as pessoas a decidirem em que caminho seguir, alimentando-se de dados cruzados.

Assim, podem formar opiniões, tirando suas próprias conclusões. Não dependendo da mídia tendenciosa e nem de falas com cunho político.

Fui atrás de números e estatísticas reais.

Consegui dados sobre mortes diária no mundo inteiro, de tudo que é causa, mortes até agora do Coronavirus e estatísticas sobre a doença.

Achei um site que contabiliza “on time” as mortes mundiais e seus respetivos motivos – https://countrymeters.info/pt

Percebi que a média de mortes diárias no mundo é de 165 mil pessoas. Sendo que, só de problemas cardíacos morrem 25 mil pessoas dia, em média. Isso representando apenas 15,51% do todo.

Isso significa que só esse ano aproximadamente 18 milhões de pessoas já morreram. E mantendo essa média, morrerão mais 42 milhões de pessoas até 31 de dezembro. Totalizando 60 milhões de mortes no mundo em 2020.

Entre as 5 principais causas, além de Infarto, há o AVC e as outras 3 tem haver com problemas no sistema respiratório…
– Infecções do trato respiratório inferior
– Doença pulmonar obstrutiva crônica
– O câncer de pulmão, traquéia e brônquios

Esses 3 motivos respiratórios juntos, matam em média 23.500 pessoas dia.
Só nesse ano de 2020 já foram 2.615.000 de mortes.

Até agora o Corona Vírus matou no mundo inteiro 165 mil pessoas.

Curiosamente o mesmo número de pessoas que morrem TODOS OS DIAS.

Mortes diárias por faltas de ar e problemas no pulmão não são de agora e nem tão pouco exclusivo de sintomas do corona vírus.

Considerando isso, o Covid-19 representa menos que 1% da causa morte no mundo hoje.
Isso Eu não sabia até cruzar os números. Até então, ver 1.000 mortes em um mesmo dia para mim era o fim da humanidade. E não é nada disso.

Pois bem, a pergunta que estamos fazendo é; Então porque o mundo inteiro está com medo e alguns países praticamente parados?

A resposta tem haver com os números relacionados a Leitos de UTIs.

Dos 100% das pessoas contaminadas, em média de 5% a 10% vão parar na UTI com graves sintomas. E desses, metade morrem.

A média de dias que esses pacientes lá ficam internados são de 15 a 20.

E aí está o problema!

UTIs são feitas para ter um giro rápido de pacientes. E nenhum país estava preparado para receber tantos pacientes de UTI de uma única vez, com uma doença que demanda tantos dias de tratamento intensivo.

Com isso está claro que o maior problema não é a doença, e sim a falta de leitos e estrutura.

Isso faz com que medidas restritivas sejam incentivadas para que dê tempo de criar mais vagas e girar lentamente os leitos.

Mas porque tem tão poucos leitos já instalados no país? Os leitos existentes eram suficientes na normalidade antes do Corona-vírus?
Os leitos do Brasil são proporcionais aos recomendados pela OMS? Eles estão distribuídos igualmente pelas cidades do país?

As respostas acima são; NÃO.

Isso de alguma forma escancara a falta de prioridades e incompetências de governos passados. Nenhum governador ou prefeito quer ser acusado de que pessoas morrem por falta de leitos. Tem capitais que estão com 100% dos leitos ocupados. Mas quando vamos ver, estamos falando de apenas 200 leitos. Isso é vergonhoso pois é muito pouco leito e a mídia vende só o colapso.

No entanto, o problema Econômico está aí.

E esses números da doença bem analisados, não justificam as medidas de isolamento do país todo. Há sim um grande Pânico instaurado.

Dos 5.570 municípios apenas 700 aproximadamente tem casos de Covid.
Então, o que justifica os mais ou menos 4.800 municípios estarem com seus comércios fechados, se não há ninguém contaminado?

O mesmo conceito de fique em casa, poderia ser: “Fique na sua cidade, não deixe ninguém contaminado entrar e continue girando a economia”.

Será que medidas como essa não seriam mais inteligentes?

O Brasil é um país pobre. Não pode se dar ao luxo de parar por completo e esperar o Governo Federal bancar todos em casa. Não há dinheiro para isso.

O isolamento pode ser feito conforme o vírus se espalha. Não da forma generalizada que está.

Mesmo em SP com o maior número de casos, com toda orientação de parar, menos de 50% das pessoas puderam ficar em casa.

A grande maioria teve que continuar trabalhando para garantir o abastecimento e garantir o seu próprio sustento.

O confinamento na sua grande maioria está sendo só da classe média e alta.

O pobre está na rua trabalhando, garantindo o recolhimento do lixo, a entrega da pizza, a portaria do prédio ou o papaia na gôndola.

Tem sim um pouco de hipocrisia para quem defende cegamente, depois de 30 dias, “o fique em casa”.

A solução de médio prazo será o conceito de “torneira aberta ou torneira fechada”, não tem outra. Ou ainda podemos dizer,
“Cidade aberta e cidade fechada”.

O que deverá regular se abre ou fecha é a quantidade de infectados na região comparados com o nível de ocupação de UTIs.

O Brasil é muito grande e por isso é possível mesclar “cidades abertas e fechadas” conforme BOA análise.

Se não fizermos isso a fome vai com certeza matar mais que o virus… E hoje ela já mata.

Quem puder trabalhar de casa deve continuar. Ajuda muito.
Mas temos que voltar a produzir riqueza e o dinheiro circular.

Não é questão de ser insensíveis com as mortes e sim de sermos inteligentes com as vidas.

O grupo de risco deve ser preservado. Os idosos devem ficar em casa.

A economia deve voltar imediatamente.

Mas diferente!

Tomando os devidos cuidados de higiene e evitando o que pode ser evitado, como shows, partidas de futebol, cultos religiosos, aulas presenciais, etc.

Leitos de UTIs devem continuar sendo construídos.

Análise de números, forte divulgação do plano integrado pela mídia e obediência da população às ordens dadas seria um bom remédio para a crise.

Mas dos 3 ingredientes acima, no momento não temos nenhum. Isso é o grave.

Mas a boa notícia é que o número de nascimentos supera os de mortos em 2,5x. Se já morreram 18 milhões esse ano, pasmem; já nasceram 47 milhões.

A população mundial só cresce. Em 1951 éramos em
2,3 bilhões de pesoas. Hoje 7,7bi. Até 2022 chegaremos em 8bi. Não será esse vírus que acabará com a espécie humana. Isso vai passar.

Talvez esse tal Corona esteja servindo para colocar todos em casa para pensar como viver melhor daqui para a frente.

Se cuidem e sigam em frente com inteligência. Faça sua própria análise e tire suas conclusões. A informação continua sendo a melhor arma.

eConexão
Precisa de ajuda?? É só chamar!!!
Precisa de ajuda?? É só chamar!!!